(62) 3626-6872
Home     Notícias
INSTALANDO EM PORANGATU

Subcomitê de Segurança no Norte

Instalação foi comandada pelo secretário José Eliton com presença de autoridades políticas e da segurança


Publicado em 17 Julho 2016

Pedro Gomes

|   Compartilhe esta página:    

Pedro Gomes
Prefeito Eronildo fala durante instalação do Subcomitê em Porangatu e destaca importância das parcerias
Prefeito Eronildo fala durante instalação do Subcomitê em Porangatu e destaca importância das parcerias

O vice-governador de Goiás e secretário estadual de Segurança Pública, José Eliton, instalou na quarta-feira (14) o Subcomitê Integrado de Segurança Pública Goiás-Tocantins em Porangatu. O evento realizado no Auditório do Sindicato Rural contou com a participação das principais autoridades em Segurança Pública dos dois estados.
Entre as autoridades goianas esteve o comandante geral da Polícia Militar, Coronel Divino Alves; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Carlos Helbingen Júnior; o delegado geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio; o chefe da Sessão de Policiamento e Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal em Goiás, Álvaro Divino; o delegado regional em exercício Mário Moraes; o comandante local do Corpo de Bombeiros, Coronel Anderson Moura; e o superintendente executivo de Ações e Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública, Emmanuel Henrique.
Também participaram os seguintes representantes do Tocantins: o secretário de Segurança Pública, César Roberto Simoni de Freitas; o comandante geral da Polícia Militar, Coronel Glauber de Oliveira Santos; delegado geral em exercício da Polícia Civil, Róger Kenevides; e o comandante operacional do Corpo de Bombeiros daquele Estado, Tenente Coronel Carlos Eduardo Farias.
O evento foi prestigiado ainda pelo prefeito Eronildo Valadares, pelo deputado estadual Júlio da Retífica, diretor do Fórum da Comarca de Porangatu, juiz de Direito Felipe Alcântara Peixoto; representantes do Ministério Público, os promotores de Justiça Joás de França Barros e Wilson Nunes e por prefeitos de cinco cidades vizinhas: Maurides Rodrigues (Minaçu), Massilon Lira de Vasconcelos (Formoso), Mariza Costa (Santa Tereza de Goiás), Jurandir Amaral (Montividiu do Norte) e Adailza Crepaldi (São Miguel do Araguaia). A primeira-dama de Porangatu, Vanuza Valadares, e vereadores do município também participaram.
De acordo com o secretário José Eliton, o Subcomitê Integrado de Segurança Pública Goiás/Tocantins tem como objetivo principal planejar e fortalecer as ações operacionais na área comum aos dois estados. Trata-se de um Pacto Interestadual de Segurança Pública Integrada, que foi iniciado no mês de maio deste ano, no Estado do Tocantins, durante encontro do Fórum Brasil Central de Governadores. Na ocasião, pactuaram também os governadores e secretários de Segurança Pública de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Maranhão e Rondônia.
Nesta discussão, as autoridades decidiram por construir uma metodologia em que os estados pudessem compartilhar informações e conhecimentos de inteligência, investigações, análise criminal e social para então buscarem uma forma de planejamento integrado e operacionalização das forças de segurança dos entes federados participantes a fim de conter os índices de criminalidade, principalmente em relação aos assaltos e arrombamentos a bancos ocorridos nos últimos meses, denominado "Novo Cangaço", e também combater o tráfico de drogas e de armas e os roubos de cargas.
A partir de então, em Goiás foi criado um comitê gestor em nível estratégico composto pelos secretários, comandantes e diretores das forças de segurança pactuantes e outros quatro comitês para suporte: o de planejamento e operações integradas, o de inteligência integrada, outro para análise criminal integrada e uma estrutura voltada às ações sociais integradas.
Já nas regiões de fronteiras de estados estão sendo criados os subcomitês em nível operacional para executarem as ações nas faixas de divisas, composto pelos indicados técnicos das forças de segurança dos pactuantes, que vão atuar com base nos diagnósticos e decisões dos comitês de nível tático e orientados pelas decisões dos gestores estratégicos, planejando de forma integrada sempre com o compartilhamento de informações, investigações e visando esforços no enfrentamento dos indicadores criminais de Divisas definidos pelo comitê gestor.
Nos dias 30 de junho e 1º deste mês foi assinado em Brasília o Termo de Acordo de Cooperação do Pacto Interestadual de Segurança Pública Integrada pelos representantes dos estados de Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Tocantins, Bahia, Rondônia, Maranhão, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
José Eliton disse que o Estado está comprometido com a realização de ações relacionadas às melhorias do sistema de segurança pública, principalmente no combate às organizações criminosas que têm aterrorizado as cidades brasileiras inclusive municípios goianos. Ele explicou que a ideia é formar um cinturão de segurança entre estados que fazem divisas com Goiás. Conforme afirmou, até o fim do mês deverá ser feito o mapeamento de todas as divisas de fronteiras com os seis estados.
O prefeito Eronildo Valadares disse que foi muito importante a participação dos dois secretários de Estados na reunião e ressaltou que o trabalho de policiamento de fronteiras será fundamental para garantir a segurança na região.
O deputado estadual Júlio da Retifica também comentou a importância da instalação do subcomitê e afirmou que a segurança pública tem sido um dos assuntos mais discutidos no mundo. Falou que a localização geográfica de Porangatu faz com que o município crie uma relação permanente com o Tocantins e por isso é importante desenvolver ações envolvendo as instituições do setor a fim de garantir a segurança das populações e concluiu dizendo que o êxito do trabalho será atingido com a participação de todos os órgãos governamentais e não-governamentais, incluindo igrejas e outras organizações das comunidades.
O secretário José Eliton criticou o comércio ilegal que alimenta as organizações criminosas e disse que o Estado está virando uma página negra de sua história e afirmou que a partir de agora não haverá mais lugar para a impunidade.
"Esta é uma guerra longa, mas já é possível fazer alguma coisa para melhorar a situação e cada ação contra os representantes das forças policiais nos causa indignação, no entanto isso não nos intimida... A vontade de agir não nos faltará, pois tenho a certeza que em cada policial bate o sentimento de servir a sociedade e o Estado vai estabelecer efetivamente um trabalho que garanta a punição dos culpados", declarou o secretário José Eliton que finalizou o discurso agradecendo a presença do prefeito Eronildo, do deputado Júlio da Retífica, dos membros do Poder Judiciário e Ministério Público e das demais autoridades, ressaltando ainda a boa vontade do presidente do Sindicato Rural, Gustavo Dourado, que cedeu o espaço para realização do evento.

Galeria de Imagens

 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2018 - Jornal Diário do Norte
Produção