(62) 3626-6872
Home     Notícias
PROTESTO

Sociedade se mobiliza para pedir duplicação da BR-153

Entidades se juntaram com políticos e querem a duplicação da rodovia


Publicado em 31 Maio 2017

Pedro Gomes

|   Compartilhe esta página:    

Pedro Gomes
Protesto na BR-153 em Porangatu pela duplicação da via
Protesto na BR-153 em Porangatu pela duplicação da via

A BR-153 foi fechada por cerca de meia hora na manhã desta quarta-feira (31) no trevo central de Porangatu. O movimento que contou com a participação de representantes das principais entidades constituídas no município, entre elas ACIAP- Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Porangatu, Prefeitura e Câmara Municipal, Conselho Municipal de Segurança, Lions e Rotary Club, Sindicato Rural e maçonarias aconteceu em protesto aos acidentes graves que ocorreram nos últimos dias e reivindica a restauração do asfalto, bem como a duplicação imediata da BR-153 entre Anápolis e o Estado do Tocantins.
Não houve tumulto, policiais do Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) controlaram o trânsito e soldados da Polícia Militar, agentes da Polícia Civil e socorristas do Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Corpo de Bombeiros estiveram de prontidão no local para agirem em casos de emergência.
O prefeito Pedro Fernandes e o presidente da Câmara Municipal, Edmilson Andrade, acompanhado de mais nove vereadores, além de secretários municipais também foram dar apoio à manifestação. Todos vestidos de amarelo em menção ao movimento “Maio Amarelo, Atenção pela Vida”, campanha de proporção internacional de mobilização e conscientização para a redução de acidentes no trânsito, os manifestantes bloquearama rodovia e exibiram cartazes exigindo o início das obras em caráter imediato.
Mesmo tendo que esperar na fila e diante do risco eminente de atrasos nas viagens, os motoristas demonstraram muita tranquilidade durante o protesto e deram apoio aos manifestantes. Luiz Cláudio é motorista de caminhão há mais de dez e transporta mercadorias diversas de São Paulo para o Estado do Maranhão, rota que ele faz duas vezes por semana, e disse que já presenciou várias ocorrências graves provocadas pela falta de segurança na BR-153.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a maioria dos acidentes registrados nas rodovias federais é causada justamente por colisões frontais, acidentes frequentes nas pistas que não são duplicadas. Ainda de acordo com a PRF, nos últimos quatro anos, quase 400 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsitos na BR-153 entre Anápolis e a divisa com o Estado do Tocantins. No mês de maio em uma única semana quatro pessoas morreram em acidentes graves próximo à cidade de Porangatu. Em Uruaçu também foi deflagrada a mesma mobilização, com interdição da rodovia. 

DIÁRIO DO NORTE NA HISTÓRIA
Há anos que o jornal Diário do Norte faz reportagens sobre graves acidentes com vítimas fatais na BR-153, alertando que além das tristes perdas humanas, os usuários da via que se envolvem em acidentes também sofrem com ferimentos, que podem levar meses até serem completamente curados, sem contar as perdas materiais. Os veículos geralmente têm perda total. Há anos que o Diário do Norte discute essa questão da necessidade de duplicação da BR-153 entre Anápolis e Porangatu. Há anos que o Diário do Norte chama a atenção das autoridades para esse grave problema. Há anos que o jornal e os usuários da rodovia são ignorados solenente pela indiferença dos sucessivos governos que passaram no Palácio do Planalto. Em nome de todas as vítimas fatais e não fatais dos acidentes – vítimas também do descaso de autoridades que sabem da existência da BR-153 nesse trecho apenas quando sobrevoam a sua pista – o Diário do Norte também se junta às entidades que resolveram (finalmente) exigir uma posição do governo sobre a duplicação da BR-153. Duplicação, já!
 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2018 - Jornal Diário do Norte
Produção