(62) 3626-6872
  Assine Já!
Home     Notícias
minau

Sabão caseiro feito com óleo

Água, álcool, soda cáustica e óleo de fritura usado. Simples e fácil de fazer, essa é a receita que evita a poluição de milhões de litros de água potável. Reaproveitamento de óleo pode virar lei na cidade


Publicado em 16 Setembro 2007

Luiz Fernando Cardoso - Minaçu

|   Compartilhe esta página:    


Warning: getimagesize(http://www.jornaldiariodonorte.com.br/imagens/edicoes/628.jpg) [function.getimagesize]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/jornaldn/public_html/lib/conteudo-detalhes-public.php on line 66
Foto: lf cardoso
Restaurantes de Minaçu sedem o óleo usado, em garrafas pet, para dona Maria utilizar na fabricação de sabão caseiro: medida simples e que evita a poluição da água
Restaurantes de Minaçu sedem o óleo usado, em garrafas pet, para dona Maria utilizar na fabricação de sabão caseiro: medida simples e que evita a poluição da água
Com água, álcool, soda cáustica e óleo de fritura é possível fabricar um sabão caseiro de qualidade, aumentar a renda familiar com a venda do produto e, ainda por cima, preservar o meio ambiente. É o que têm feito muitas senhoras de Minaçu, que, a cada litro de óleo de cozinha transformado em sabão, evitam que um milhão de litros de água seja poluído. Em muitas cidades o óleo de cozinha é recolhido em garrafas pet para ser tratado ou reciclado, porém, no Norte Goiano não existe a coleta seletiva de lixo. Em Minaçu, 40% das residências não são atendidas pela rede de esgoto e, nesses casos, o óleo acaba tendo como principal destino o ralo da pia e o bueiro, contaminando a água potável de rios e lençóis freáticos. A Câmara Municipal de Minaçu já aprovou um projeto de lei, de autoria do vereador Zé Divino (PDT), que prevê a criação do Programa Municipal de Coleta e Destinação de Gorduras e Óleos Vegetais – falta apenas o prefeito Joaquim Pires (PSB) sancionar a lei. É cogitada, também, a criação de uma cooperativa para a fabricação e venda de sabão caseiro – líquido e em barra. "A gente está disposto a ajudar a criar uma cooperativa, visando principalmente proteger o meio ambiente", declarou Zé Divino. O vereador se inspirou no trabalho de sua mãe para elaborar o projeto de lei. Maria Abadia Silva, 75, há vários anos reaproveita o óleo de sua cozinha e de lanchonetes que cedem o produto. "Aprendi a fazer sabão com uma senhora chamada Dona Inácia, daqui de Minaçu. Hoje faço sabão para toda a família, até para um filho que está no Rio Grande do Sul", declarou a aposentada, que se oferece para ensinar o fabrico do sabão a qualquer pessoa interessada em aprender. SABÃO EM BARRA Maria Abadia demonstrou ao Diário do Norte que não é nada complicado fabricar sabão com óleo de cozinha. Basta misturar numa panela grande seis litros de óleo aquecido com dois de água morna e um quilo de soda cáustica. Depois de despejar a mistura numa bacia grande, deve-se acrescentar um litro de água fria e quatro litros de álcool (combustível também serve) e mexer bem com uma colher grande de madeira. O álcool causa fervura quando misturado aos demais ingredientes, por isso deve-se acrescentá-lo aos poucos e com atenção. Dona Maria recomenda o uso de uma máscara e pede cuidado com os respingos na pele, que podem causar queimaduras. Essa é a receita básica do sabão em barra, que pode receber itens opcionais. Para deixar os utensílios de cozinha mais limpos, é recomendado acrescentar, depois do álcool, 50ml de açúcar cristal dissolvido em um pouco de água quente. "Se pôr açúcar não estraga tanto as mãos da gente e também ajuda a dar brilho nas panelas", garantiu Maria Abadia, que também recomenda o uso de essência de sabonete ou restos do produto, para dar um cheiro agradável ao sabão. Certo é que, com ou sem açúcar e sabonete, a fabricação de sabão caseiro ajuda a preservar a natureza.

Galeria de Imagens

 

(62) 3626-6872

contato@jornaldiariodonorte.com.br

 Rua T-30, 1.310, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


Enquete

Você concorda com a privatização da Celg?

 Sim
 Não
 Não faz diferença

© 2016 - Jornal Diário do Norte
Produção