(62) 3626-6872
Home     Notícias
MINAÇU

Nova ação contra o amianto

Iniciativa de senador do PT pode proibir a extração, transporte e uso do crisotila em todo País. Prefeito Nick Barbosa busca apoio de Wilder Morais e Ronaldo Caiado


Publicado em 09 Abril 2017

|   Compartilhe esta página:    

Divulgação
Senador Wilder Morais com o prefeito Nick Barbosa e vereadores de Minaçu: juntos em defesa do crisotila
Senador Wilder Morais com o prefeito Nick Barbosa e vereadores de Minaçu: juntos em defesa do crisotila

O senador Wilder Morais recebeu uma comitiva de Minaçu liderada pelo prefeito Nick Barbosa (DEM), que viajou a Brasília para mostrar ao senador a mais nova tentativa de banir o uso do amianto no Brasil, a partir de um projeto do senador Paulo Paim (PT-RS). Minaçu é a cidade onde está localizada a única mina de amianto do País, que é explorada pela Sama Minerações.
Nick Barbosa conversou com o senador Wilder Morais sobre o projeto e pediu apoio para que essa iniciativa não seja aprovada, sob pena de provocar desemprego em massa em Minaçu, prejudicando uma das cidades mais importantes do Norte do Estado.
O projeto de Paulo Paim entrou em tramitação e se encontra na Comissão de Infraestrutura do Senado. Além do prefeito, os vereadores da cidade participaram do encontro com Wilder, que vai se posicionar a favor do amianto, dos trabalhadores da Sama e da população de Minaçu. Nick e sua comitiva também se encontraram com o senador Ronaldo Caiado (DEM). 
A iniciativa (através de projeto de lei) de tentar banir o amianto pede a proibição, a extração, a industrialização, a importação, o transporte e armazenamento do amianto no Brasil, assim como a importação e comercialização de produtos que o utilizem como matéria-prima.
Para relatar o projeto ainda não foi definido um senador, mas Wilder Morais vai se posicionar favoravelmente pela extração e industrialização do amianto no País de forma sustentável. O senador entende que é preciso, sim, que o uso do amianto ocorra obedecendo a legislação que trata do assunto para preservar a saúde dos trabalhadores. "Pelo que sei, isso já ocorre em Minaçu e não podemos, por outro lado, permitir que interesses econômicos contrários aos de Minaçu e de Goiás se sobreponham a este debate, da sustentabilidade e da segurança dos trabalhadores", disse Wilder Morais.
De acordo com Wilder Morais, a Sama cumpre toda a legislação sobre a segurança do trabalhador no processo de extração (cava) do amianto, o que pode ser confirmado pelos diversos prêmios que a empresa recebe todos os anos por sua atuação segura e responsável com a saúde dos seus colaboradores.
"Esse será um debate interessante que vamos ter aqui no Senado. Vamos mostrar aos demais senadores que não procedem os argumentos de descumprimento das leis que garantem a saúde dos trabalhadores no processo de extração do amianto. A Sama tem excelência na relação com os seus colaboradores, que são testemunhas dos cuidados que a mineradora se impõe para evitar danos à saúde", defende Wilder.
Nick Barbosa disse ao senador que a situação é realmente preocupante, mas confia na atuação dos parlamentares de Goiás em defender a cidade de Minaçu, em defender o uso do amianto. "Todos sabem que da forma como é extraído hoje em Minaçu, o amianto não faz mal à saúde. E todos também sabem que há interesses comerciais por trás de mais essa tentativa de banir o seu uso. Mas vamos lutar com todas as nossas armas para não perdemos a Sama e nem o amianto", disse o prefeito.

Galeria de Imagens

 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2017 - Jornal Diário do Norte
Produção