(62) 3626-6872
Home     Notícias
NIQUELÂNDIA

Muquém realiza sua 268ª romaria

Romaria em louvor à Nossa Senhora D'Abadia reúne, segundo a Igreja Católica, 300 mil fiéis em 11 dias


Publicado em 21 Agosto 2016

Pedro Gomes

|   Compartilhe esta página:    

Pedro Gomes
Dom Messias durante celebração de missa no Muquém, onde cerca de 300 mil fiéis participaram da romaria que completou 268 anos em 2016
Dom Messias durante celebração de missa no Muquém, onde cerca de 300 mil fiéis participaram da romaria que completou 268 anos em 2016

De acordo com a Igreja Católica, aproximadamente 300 mil pessoas visitaram a Igreja de Nossa Senhora D'Abadia, no povoado do Muquém em Niquelândia entre os dias 5 e 15 deste mês, período no qual foi realizada a 268ª edição da Romaria de Nossa Senhora D'Abadia do Muquém. O povoado fica a 45 quilômetros da cidade e o percurso tradicionalmente tem sido realizado a pé por muitos devotos da divindade como prova de devoção e principalmente para pagamento de promessas em reconhecimento a graças recebidas.
No dia 15, dia dedicado à Nossa Senhora D'Abadia e feriado municipal em Niquelândia, diversos políticos participaram da Solene Missa da Padroeira de Goiás, presidida pelo Bispo Dom Messias, entre as autoridades presentes estava o vice-governador José Eliton; o senador Ronaldo Caiado; os deputados Pedro Chaves e Daniel Vilela (federal); deputados estaduais Nédio Leite e José Antônio; o secretário da Secima, Vilmar Rocha; além dos prefeitos de Niquelândia, Luiz Teixeira, Solange Bertulino (Uruaçu) e Weliton Nenzão (Campinaçu).
Os candidatos a prefeito por Niquelândia Valdeto Ferreira Rodrigues (PSB); José Aurélio (PTB); Gracilene Ribeiro Sodré Batista (PR) e Xisto Pereira Damas (PEN) também assistiram à celebração.
Dom Messias em seu sermão falou do sentimento religioso, do desejo pela mudança de vida e da espiritualidade que envolve os fiéis durante a Romaria do Muquém. Ele citou Maria mãe de Jesus como exemplo na educação dos filhos e o sacerdote aproveitou a presença dos políticos para ressaltar a necessidade da implantação de políticas públicas com foco na prestação de serviços de qualidade para a população. Dom Messias se lembrou da comemoração da semana da família e por ser um ano de eleição ele alertou a comunidade sobre a importância do voto, foi categórico ao dizer que os cristãos devem se envolver no processo com o espírito do Evangelho, aconselhou as pessoas a votarem em políticos sérios, honestos e sobre tudo tementes a Deus e que sejam comprometidos com a igreja.
Dom Messias teceu um rápido comentário sobre o significado da palavra "Candidato" que segundo afirmou quer dizer "vestido de branco" alguém puro e que seja de confiança. O religioso aproveitou ainda o momento para fazer um pedido expresso aos políticos, para que eles realizem uma campanha política pacífica e limpa.
No ano passado o bispo havia solicitado da igreja a construção de uma via de acesso exclusiva para os romeiros, que deverá se chamar "Caminho de Nossa Senhora/Caminho dos Peregrinos". A reivindicação, segundo a igreja, é para garantir mais segurança aos fiéis que realizam o trajeto de 45 quilômetros a pé. Neste ano Dom Messias fez mais um pedido ao governo do Estado, a construção de um anel viário para garantir um acesso mais rápido ao santuário e assim evitar os constantes congestionamentos durante a romaria.
O vice-governador e secretário de Segurança Pública José Eliton, único político a falar durante a celebração, disse que foi à romaria para ratificar o compromisso de fé que é construir um Estado cada vez melhor para a população. Em relação à construção da rodovia exclusiva para os romeiros, José Eliton garantiu que  já existem 20 milhões alocados para obra e assegurou que os trabalhos devem começar em outubro próximo e com previsão de inaugurar o benefício em agosto do ano que vem. Já sobre o anel viário o vice-governador explicou que estão sendo providenciadas as documentações ambientais para execução do projeto, disse que o Estado está recebendo o apoio da prefeitura e que a obra deverá ser concluída em 2018.
De acordo com o reitor do Santuário de Nossa Senhora D'Abadia, Padre Aldemir Franzin, dados da Polícia Militar apontaram estimativa de que aproximadamente 400 mil pessoas passaram pela rodovia da fé neste ano. Ele disse que a romaria iniciada há mais de dois séculos e meio cresce a cada ano. "A nossa Romaria do Muquém é devocional mariana, espiritual fervorosa e também familiar, pois notamos que as famílias passaram a se reunir aqui nos acampamentos, onde os parentes veem de diversas partes do país para se encontrarem aqui," disse o reitor do Santuário.
A festa religiosa começou depois que um devoto que havia recebido uma graça trouxe a imagem da santa de Portugal e a colocou na capela que ali existia e que era dedicada a São Tomé. A partir daí então começaram as peregrinações e atualmente está construído no local o quarto templo dedicado a Nossa Senhora D'Abadia, um espaço de nove mil metros quadrados que tem capacidade para comportar até 23 mil pessoas.
O santuário, construído há dez anos, fica em uma chácara de 80 alqueires e que pertence à Diocese de Uruaçu. No local existem três áreas distintas, uma reserva ambiental intocável, uma área urbana onde são organizados os acampamentos e um espaço reservado para a construção dos futuros projetos. O objetivo da igreja é construir cinco empreendimentos, entre eles um hotel para acolher os romeiros, um grande estacionamento capaz de acomodar até 80 mil veículos, um complexo de entretenimento; e um centro de apoio composto, por exemplo: de área de alimentação, sala de imprensa e banheiros. 

Galeria de Imagens

 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2018 - Jornal Diário do Norte
Produção