(62) 3626-6872
Home     Notícias
LUTO

Morre pioneiro de Porangatu aos 103 anos de idade

Expedido Cândido Gomes estava internado em Anápolis desde o dia 15


Publicado em 30 Outubro 2016

Pedro Gomes

|   Compartilhe esta página:    

Morreu no Hospital Evangélico de Anápolis, no início da noite de sábado (29), aos 103 anos de idade, Expedito Cândido Gomes, pioneiro de Porangatu, Ele estava internado desde o dia 15 e se recuperava de uma cirurgia de apendicite. Natural de Aracati, no Ceará, Expedito se mudou pela primeira vez para Porangatu ainda criança, em 1922, mas acabou retornando para o Nordeste. Ele mudou-se de forma definitiva para Porangatu dez anos depois. Se casou pela primeira vez com Otília José Martins, com a qual teve 15 filhos. Viúvo, se casou novamente com Maria Leonor e do segundo relacionamento nasceram mais seis filhos. Expedito teve 23 filhos e deixa aproximadamente 90 netos e mais de cem bisnetos.
Pecuarista e comerciante, ele trabalhou na abertura da rodovia que liga Porangatu a São Miguel do Araguaia e também ao município de Araguaçu no Estado do Tocantins. Os pais Alexandrino Cândido Gomes e Rosa Amélia da Silva eram donos de fazendas e a Lagoa de Porangatu, que ficava dentro da propriedade, hoje leva o nome do fazendeiro.
Empreendedor da época, Expedito ganhou a vida comprando gado na região e levando para vender nos estados nordestinos. Ele também vendia secos e molhados para toda a região, a maioria das vezes trocava os produtos por peles de animas e levava para as grandes cidades da época onde comercializava os couros para comprar mais mercadorias.
Expedito foi velado na capela da cidade e enterrado no domingo no Cemitério Municipal de Porangatu.
 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2018 - Jornal Diário do Norte
Produção