(62) 3626-6872
Home     Notícias
PECUÁRIA

Grupo Adir realiza leilão anual de reprodutores em Nova Crixás

Este é o principal evento do calendário da propriedade, que também coloca em oferta gado comercial para cria, recria e engorda


Publicado em 10 Outubro 2017

Divulgação

|   Compartilhe esta página:    

Um dos mais aguardados leilões da pecuária brasileira, pelo pacote tecnológico voltado à seleção a pasto que oferece, o Grupo Adir realiza, na Fazenda Barreiro Grande, em Nova Crixás, interior de Goiás, no dia 14 de Outubro, às 10 horas, com transmissão do Canal do Boi, a oferta de 60 reprodutores PO e POI, sendo 20 com perfil para coleta em centrais de inseminação artificial ou repasse da vacada inseminada, além de 1.000 cabeças de gado comercial para cria, recria e engorda, entre machos e fêmeas.
Além da consistência genética resultante dos 57 anos de seleção na raça Nelore, outro diferencial dos reprodutores do remate é que eles são filhos de touros provados em abate técnico. Este é um trabalho pioneiro no Brasil, conduzido pelos criadores Adir do Carmo e Paulo Leonel, e que também leva em conta a avaliação in vivo dos animais para características de rendimento de carcaça e espessura de gordura subcutânea, indicadores importantes para a produção de carne no País.
“Os abates técnicos mostram aquilo que os animais realmente são no frigorífico, comprovando sua herança genética. O resultado é confirmado, não esperado. Todos os touros à disposição no leilão são filhos de reprodutores provados por meio deste conceito”, explica o senhor Adir do Carmo Leonel, presidente do Grupo. Criador tradicional da raça Nelore, iniciando a seleção em 1960, o senhor Adir manteve o plantel fechado nas linhagens puras importadas da Índia.
“Hoje, nossa preocupação é produzir um Nelore moderno, aquele capaz de ser produtivo, a baixo custo, mesmo sob condições adversas”, complementa o filho Paulo Leonel, também à frente do Grupo Adir. Em Nova Crixás (GO), o clima é quente e seco, a temperatura chega, facilmente, a 45ºC entre os meses de agosto e novembro. No último ano, a região ainda enfrentou oito meses de seca, sem presenciar uma gota d’água sequer.
A Fazenda Barreiro Grande é um verdadeiro teste de sobrevivência ao Nelore Adir, onde se veem animais fortes, saudáveis, ganhadores de peso e carcaça. “As vacas parem no pasto, em média aos 24 meses de idade, e toda a alimentação do rebanho se resume a capim e sal mineral. Nada mais”, conta Paulo. Segundo o diretor do Grupo Adir, Walter Celani, a seleção genética conduzida na propriedade, que também possui fazenda em Ribeirão Preto (SP), é realmente rigorosa.
Apesar da alta temperatura e a criação em sistema extensivo, os bezerros com genética ADIR desmamam com peso superior a 230kg, acima da média nacional, que está abaixo de 190kg. Os animais que necessitam de cuidados especiais para sobreviver são descartados. “Se não conseguem viver bem e a pasto são abatidos. O animal bravio também tem o mesmo destino, independente das qualidades que possuí”, resume o diretor. Quando submetidos ao regime de confinamento os ganhos tornam-se exponenciais.
Abate técnico de touros
Com fazendas em Ribeirão Preto (SP) e Nova Crixás (GO), dedicada à cria, recria e engorda, o Grupo Adir prova touros por meio de abates técnicos, projeto iniciado em outubro de 2014 e coordenado pela Unicamp, em Campinas (SP). “Comprovamos que os animais desejáveis necessitam ser férteis, adaptados, equilibrados, com aprumos perfeitos, linha dorsal plana e racial preservado, pois sem ele é impossível obter a padronização de carcaças tão cobiçada pelos frigoríficos”, explica Paulo Leonel.
O processo compreendeu o abate de dez filhos de cada touro (comprovados por exame de DNA), com idade entre 18 e 19 meses, criados e recriados a pasto e terminados em confinamento. O trabalho, único no Brasil, já comprovou Jiandut FIV (linhagem Golias), OPUS FIV do Brumado (linhagem Jeru), Naman FIV da 2L (linhagem Visual) e Palluk POI FIV da 2L (linhagem Golias). Os resultados são interessantes e mostram novilhos Nelore com peso médio de 18@, rendimento de carcaça entre 57 e 59% e espessura de gordura subcutânea (EGS) de 4 a 6 mm.
Parcerias de peso
A iniciativa é coroada por avaliações de carcaça in vivo por ultrassonografia, que revelaram o touro Nelore número um em marmoreio: Quanupur da 2L, que deixou para trás nada menos que outros 500 mil animais. Os resultados apresentados chamaram a atenção dos dois maiores projetos pecuários do Brasil: a Fazenda Nova Piratininga, uma propriedade de 135 mil hectares em São Miguel do Araguaia (GO), e a Fazenda Conforto, em Nova Crixás, o maior confinamento do Brasil, com mais de 100 mil animais comercializados por ano.
Para a Piratininga, foram negociadas nada menos que 90 mil doses de sêmen. A Fazenda Conforto ficou com outras 35 mil doses e inaugurou um programa para compra de bezerros com genética exclusiva ADIR. O prêmio pode chegar a 20% sobre o indexador boi gordo CEPEA-GO a prazo. “No Grupo ADIR, não vendemos sêmen ou touros, disponibilizamos uma filosofia de produção sustentável”, conclui Paulo Leonel. 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2017 - Jornal Diário do Norte
Produção