(62) 3626-6872
Home     Notícias
Folia com 150 anos de tradição

Depois de dez dias de visitas, cantorias e rezas, fieis entregaram a folia no último sábado, onde novo imperador foi escolhido


Publicado em 09 Janeiro 2018

Nathália Pires

|   Compartilhe esta página:    

Divulgação
Depois de dez dias de visitas, cantorias e rezas, fieis entregaram a folia no último sábado para novo imperador
Depois de dez dias de visitas, cantorias e rezas, fieis entregaram a folia no último sábado para novo imperador

A Folia de Reis é uma tradição antiga em Niquelândia. Segundo relatos dos participantes, o ritual dura há mais de 150 anos e passa de geração em geração. Neste ano não foi diferente, houve a continuação do costume. Por mais de dez dias, 40 foliões percorreram casas e fazendas da região do níquel levando cantorias, rezas e brincadeiras. No sábado (6), o imperador da festa, Silvone Brandão, e a imperatriz Dalva Santos, entregaram a missão de seguir com a tradição para outro casal. 
A Folia teve início, segundo o imperador, no dia 26 de dezembro. Desde lá, os foliões percorreram vários locais. "Passamos na região do Muquém, do Jambre, e chegamos até o Setor Vila Bela, na cidade, fomos ao Centro de Niquelândia e finalizamos com a entrega da folia na Associação do Ribeirão", ressaltou Silvone, que participa do costume há mais de 5 anos. A família dele também esteve envolvida na folia. "Desde criança, participava da folia. Já adulto, quando mudei para Niquelândia, resolvi me envolver mais e fui sortudo este ano, ao ser escolhido imperador. Meus filhos seguem comigo e quero passar esta tradição aos netos", salientou o imperador.
Por onde a folia chegava, estavam juntas as bandeiras dos Três Reis Magos e de Santa Efigênia. Milena Ribeiro era uma das foliãs. Participava da cantoria por onde o grupo chegava. "Desde criança participava desta tradição, hoje, faço questão de ajudar. É gratificante chegar nos locais e ver a fé de cada pessoa", disse Milena ao Diário do Norte. 

TRADIÇÃO CATÓLICA
A Folia de Reis rememora a atitude dos Três Reis Magos com Jesus Cristo. Após seu nascimento, eles procuraram o esconderijo do menino para prestar-lhe homenagens e presentes. A história é contada no livro de Mateus, na Bíblia Sagrada. A Folia é considerada então uma manifestação cultural religiosa festiva. 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2018 - Jornal Diário do Norte
Produção