(62) 3626-6872
Home     Notícias
NIQUELÂNDIA

Campanha Janeiro Branco para ficar de cuca legal


Publicado em 05 Fevereiro 2018

Nathália Pires

|   Compartilhe esta página:    

Sabriny Suely/Assecom Niquelândia
Caminhada foi destaque dentro da campanha Janeiro Branco, na cidade
Caminhada foi destaque dentro da campanha Janeiro Branco, na cidade

Centenas de pessoas reunidas na Praça Silva Júnior, em Niquelândia, seguiram em caminhada pelas ruas do Centro da cidade. Vestidos de branco, com balões e cartazes, eles chamaram atenção da população para a campanha do 'Janeiro Branco', que visa orientar sobre a saúde mental. A ação, que reuniu quase 400 pessoas, foi uma das atividades de destaque, realizada pela Secretaria de Saúde, durante o mês. Houve ainda palestras, dia da recreação, encontro da família e avaliação com os profissionais do CAPS. 
O objetivo da campanha, segundo a gestão municipal, é alertar a população sobre as doenças emocionais e mentais, com foco na depressão, ansiedade e suicídio. "São enfermidades que crescem a cada ano em nosso País. Acometem famílias com uma frequência mais comum que imaginamos. E o tema ainda é tabu em muitos lares. Precisamos alertar os pais, filhos e familiares sobre a relevância do tratamento. A caminhada teve esta missão, de chamar a atenção de todos, além das outras atividades", salientou a secretária de Saúde, Erika Spíndola, que lembrou ainda a relevância de campanhas preventivas. 
Além da caminhada, a equipe do CAPS realizou palestras nas escolas e em rádios. Teve ainda o dia da recreação e beleza com os pacientes da unidade. Dentro da programação do 'Janeiro Branco', eles também realizaram o 'Encontro da Família', para conscientizar os parentes mais próximos sobre o tratamento e a participação familiar. O evento aconteceu na Câmara Municipal e teve a participação de membros da sociedade também. Para encerrar a campanha, a Secretaria de Saúde preparou os profissionais do CAPS, uma equipe multidisciplinar, para que a comunidade realizasse avalições junto a eles. "Foi o momento daquela pessoa que sente ter alguma dificuldade emocional ouvir um profissional capacitado. Recebemos todos com muita atenção e cuidado, e aqueles que necessitam de tratamento receberão. O CAPS de Niquelândia funciona para superar traumas emocionais, mentais e de vício.", explicou a coordenadora da unidade e terapeuta ocupacional, Joelma Vanuncio da Silva.
 

 Rua T-30, 1.310, esquina com rua T-49, Setor Bueno, Goiânia - Goiás


© 2018 - Jornal Diário do Norte
Produção